Coleção Dinossauros Brasileiros

No século XIX, os primeiros fósseis de dinossauros são encontrados e estudados. Em 1841, Sir Richard Owen denomina este incrível grupo de animais, de dinossauros – que em grego significa “lagartos terríveis”. Os dinossauros viveram na Era Mesozóica – de 230 a 65 milhões de anos atrás – e dominaram a Terra durante os períodos Triássico – de 230 a 160 milhões de anos –, Jurássico – de 160 a 110 milhões de anos e Cretáceo, de 110 a 65 milhões de anos.

Como os répteis, os dinossauros eram ovíparos e apresentavam a pele recoberta de escamas. Alguns eram ferozes e carnívoros e outros, pacíficos e herbívoros. Os maiores dinossauros encontrados até hoje eram herbívoros, do grupo dos saurópodes, e tinham aproximadamente o tamanho de vinte elefantes, enquanto os ultrassauros tinham o tamanho de um galo doméstico.

No MUGEO, encontram-se diversos ossos fossilizados, como fêmures e vértebras de titanossaurídeos e pegadas de um pequeno mamífero que conviveu com os dinossauros.

Por que os dinossauros se extinguiram, continua sendo uma pergunta desafiadora para a ciência. Há várias hipóteses: uma mudança climática global; os efeitos causados pela queda de meteoros e a de que os pequenos mamíferos, no período Cretáceo, tenham se alimentado dos ovos de dinossauros. Na verdade, sabe-se que houve uma grande modificação no hábitat desses “lagartos terríveis”, e a não-adaptação à mudança que ocorreu no Planeta é responsável pela extinção desses animais.

Os dinossauros também viveram na região que hoje é o Brasil. Na região oeste de São Paulo, seus ossos já foram encontrados nas cidades de Monte Alto, Presidente Prudente, Marília, Pacaembu, Andradina, Araçatuba, Santo Anastácio, Flórida Paulista, Itapuru, Alvares Machado,Pirapozinho e Adamantina.

Entre as espécies identificadas há vestígios de dinossauros herbívoros e carnívoros:

  • Titanossauros: grandes dinossauros herbívoros, saurópodes quadrúpedes que pesavam quase 10 toneladas e mediam cerca de 12 metros;
  • Carnossauros: dinossauros carnívoros, terápodes bípedes que pesavam de duas a três toneladas e mediam de três a quatro metros de altura.As peças expostas nos museus aumentam significativamente o conhecimento sobre os dinossauros, mas serão necessários ainda muitos anos até que se consiga reunir informações suficientes sobre essas incríveis criaturas, para poder explicar, de forma conclusiva, o seu desaparecimento. Sabe-se que, ao contrário do que muitas pessoas pensam, os dinossauros não desapareceram instantaneamente; sua extinção durou milhares de anos.